A- A+ Imprimer Partager

Apoio à pesquisa de preservação da atmosfera realizada pela Carnegie Institution for Science (EUA)

08/12/2010

Compreender os diversos ecossistemas do planeta envolvidos em trocas atmosféricas permite o refinamento de modelos para simular as alterações climáticas que, por sua vez, pode contribuir para melhorar os recursos destinados para o combate ao aquecimento global. A análise de vestígios de moléculas na atmosfera, como amônia, acabou por ser uma importante fonte de melhoria em modelos existentes na atmosfera.

A Air Liquide Foundation apoia a Carnegie Institution for Science, uma organização privada de pesquisas sem fins lucrativos com sede nos Estados Unidos, em seu trabalho relacionado à compreensão da atmosfera. Esta pesquisa se concentrará em avaliar a concentração de amônia da atmosfera e dos vários processos pelos quais a amônia entra e sai da atmosfera.
Como a amônia é um indicador de vários fenômenos atmosféricos, este estudo irá permitir o aperfeiçoamento dos modelos climáticos atuais. Esta molécula intervém em três níveis, o que poderia levar ao desenvolvimento de novos modelos climáticos:

- Na química atmosférica,
- Na formação de aerossóis estratosféricos que exercem influência na mudança climática
- No metabolismo das plantas, que por sua vez está ligado à fixação do CO2 atmosférico.

O trabalho será realizado durante um período de três anos pelo Departamento de Ecologia Global da Carnegie Institution, situado em Stanford, na Califórnia. O objetivo é coletar dados em tempo real sobre a concentração de amônia presente na atmosfera; realizar estudos laboratoriais para verificação sobre a troca de amônia pelas plantas; e para desenvolver em larga escala modelos de fluxo atmosféricos para amônia.

A Air Liquide Foundation está fornecendo €60,000 para apoiar este estudo como parte de seus esforços filantrópicos para a pesquisa científica destinada à preservação atmosférica.